15 Atitudes que precisamos Abandonar para Alcançarmos a Felicidade

Muitas vezes, nos apegamos a inúmeras coisas que nos causam considerável dor, estresse e sofrimento. Em vez de liberá-las e nos permitirmos viver sem estresse e com felicidade, muitas vezes nos apegamos a essas coisas. Mas isso está prestes a mudar, te apresentaremos as 15 atitudes que precisamos abandonar para alcançarmos a felicidade.

Para conseguirmos realizar tal façanha é preciso ter coragem. Ter a coragem de abandonar e mudar é fundamental para alcançar a felicidade e o crescimento pessoal. Isso envolve enfrentar o desconhecido, deixar para trás velhos padrões e abraçar as incertezas.

No entanto, é somente ao se libertar do que não serve mais que você cria espaço para experimentar coisas novas e positivas em sua vida. Portanto, não tenha medo de dar os passos necessários para abandonar o que o impede de progredir e abraçar as mudanças que o levarão em direção à felicidade.

15 Atitudes que precisamos Abandonar para Alcançarmos a Felicidade
Liberte-se de tudo que não te serve mais para experimentar coisas novas e positivas em sua vida

A partir de hoje, vamos renunciar a todos esses comportamentos que não mais nos servem e vamos abraçar a mudança. Está pronto? Vamos nessa. 15 Atitudes que precisamos Abandonar para Alcançarmos a Felicidade.

 

01. Renuncie à necessidade constante de estar correto.

Muitos de nós temos a dificuldade em admitir que estamos errados, mesmo que isso signifique prejudicar relacionamentos valiosos e causar estresse e sofrimento, tanto a nós mesmos quanto aos outros. No entanto, essa atitude não é vantajosa. Quando sentir a urgência de se envolver em uma discussão sobre quem está certo ou errado, faça a si mesmo as seguintes perguntas: Prefiro estar certo ou ter paz? Qual será o impacto dessa atitude em minha vida? Será que seu ego (e estar sempre certo) realmente é mais importante?

 

02. Abandone o desejo de controlar tudo ao seu redor.

Liberte-se da necessidade de controlar cada aspecto da sua vida, incluindo situações, eventos e pessoas, sejam elas entes queridos, colegas de trabalho ou estranhos que você encontra na rua. Apenas permita que eles sigam seu curso natural. Ao deixar tudo e todos serem como são, você experimentará um profundo senso de bem-estar. Buscar ter o controle de tudo pode gerar um enorme peso em sua vida, onde você encontrará frustrações e desilusões, pois cada pessoa tem o seu modo particular de enxergar a vida! Como diz Lao Tzu:

“Ao deixar ir, tudo se resolve. O mundo é conquistado por aqueles que o deixam ir. Mas quando você tenta e tenta, o mundo está além da conquista.”

 

03. Livre-se da tendência de culpar os outros.

Deixe para trás a tendência de atribuir culpas a outros pelo que você possui ou não, pelo que você sente ou não sente. A capacidade de assumir a responsabilidade por si mesmo é a peça fundamental para o crescimento e a transformação pessoal. Portanto, é chegada a hora de retomar o controle completo e abraçar a autorresponsabilidade como o alicerce essencial para conduzir sua própria vida.

15 Atitudes que precisamos Abandonar para Alcançarmos a Felicidade
Livre-se da tendência de culpar os outros

04. Elimine pensamentos negativos e autossabotadores.

Abandone a autocrítica, um comportamento tão prejudicial que tantas pessoas usam para se machucar. Não se deixe levar por cada pensamento negativo e autodestrutivo que passa pela sua mente. Não se esqueça, de que a sua mente é uma ferramenta incrível quando empregada de maneira apropriada, mas pode se tornar altamente prejudicial quando utilizada de forma inadequada. Você é capaz de mais do que imagina.

 

05. Deixe para trás crenças limitantes sobre suas capacidades.

Liberte-se das crenças limitantes que restringem suas possibilidades e o que você acredita ser alcançável ou inatingível. Daqui em diante, recuse-se a deixar que essas crenças restritivas o prendam em um local inadequado. Em vez disso, permita-se estender suas asas e alçar voo em direção a novos horizontes.

 

06. Pare de reclamar constantemente sobre coisas e situações.

Não reclame! Desapegue-se da incessante tendência de reclamar sobre inúmeras coisas – seja sobre pessoas, situações ou eventos que possam afetar sua felicidade, deixando-o triste ou deprimido. Lembre-se de que ninguém tem o poder de fazer você infeliz, e nenhuma circunstância pode causar tristeza ou miséria, a menos que você permita. Não é a situação em si que desencadeia esses sentimentos, mas sim a perspectiva com a qual você opta por encará-la. Nunca subestime a influência do pensamento positivo em sua vida.

 

07. Liberte-se da crítica frequente.

Deixe de lado o impulso de criticar coisas, eventos ou pessoas que divergem de você. Embora todos sejamos únicos em nossas diferenças, todos compartilhamos uma essência comum. Todos desejamos a felicidade, buscamos o amor e o entendimento mútuo. Cada um de nós almeja algo, e essa aspiração é universal em nossa humanidade.

 

08. Deixe de lado a necessidade de impressionar os demais.

Dê um basta em tentar excessivamente ser alguém que não é só para agradar aos outros, pois essa atitude não funciona de fato. No instante em que você parar essa busca incessante em tentar se moldar em algo que não corresponde à sua essência, ao remover todas as suas máscaras e abraçar genuinamente a sua autenticidade, perceberá que as pessoas serão naturalmente atraídas por você, sem esforço.

 

09. Abra-se para a mudança em vez de resistir a ela.

A mudança é positiva e pode ser uma aliada poderosa para progredir de um ponto A para um ponto B em sua jornada. Ela oferece oportunidades para aprimorar sua própria vida e também impactar positivamente a vida daqueles ao seu redor. Em vez de resistir à mudança, siga sua alegria e abrace-a, pois, como afirmou Joseph Campbell:

“Siga sua alegria e o universo abrirá portas para você onde só havia paredes.”

Isso significa que ao seguir seu coração e aceitar a mudança, você poderá descobrir novas possibilidades e oportunidades que antes pareciam inacessíveis.

 

10. Evite rotular coisas ou pessoas como estranhas.

Acabe com o hábito de rotular as coisas, pessoas ou eventos que não compreende como estranhas ou diferentes, chegando muitas vezes ao ponto de menosprezá-las. Em vez disso, permita-se gradualmente abrir a mente. É importante lembrar que a mente só é verdadeiramente eficaz quando está aberta a novas perspectivas e experiências. Como sábia e profeticamente disse Wayne Dyer: “A forma mais elevada de ignorância é rejeitar algo que você não sabe nada sobre.” Portanto, cultivar uma mente aberta pode enriquecer sua compreensão do mundo ao seu redor.

 

11. Supere seus medos, pois eles são apenas ilusões.

O medo é uma mera ilusão, algo que não tem existência real, mas que foi criado por sua própria mente. Encontra-se inteiramente dentro de você. Ao lidar com suas próprias inseguranças internas, encontrará o equilíbrio externo necessário.

O medo é a única coisa que precisamos ter medo. Pois, como o medo é uma construção mental que pode ser superada com coragem e autoconfiança, ao mesmo tempo em que pode criar barreiras intransponíveis em nossas vidas. Supere-o!

15 Atitudes que precisamos Abandonar para Alcançarmos a Felicidade
Supere seus medos

12. Descarte as desculpas que o limitam.

Dispense essas desculpas “esfarrapadas” e diga que elas não lhe servem mais. Já que elas não são mais necessárias.

Com frequência, nos restringimos por causa das inúmeras desculpas que apresentamos. Em vez de buscar o crescimento e o aprimoramento pessoal, ficamos estagnados, enganando a nós mesmos e recorrendo a todo tipo de justificativas – que, na maioria das vezes, são inconsistentes e sem fundamento.

 

13. Deixe o passado para trás e concentre-se no presente.

Eu entendo, sei que é desafiador. Sobretudo quando o passado parece muito mais atrativo do que o presente e o futuro se mostra amedrontador, mas é crucial lembrar que o momento presente é tudo o que você possui e sempre terá.

O passado pelo qual você anseia neste momento, o passado com o qual você sonha agora, foi negligenciado por você quando estava acontecendo.

Então, é hora de abandonar as ilusões. Esteja completamente presente em cada momento e desfrute da vida. Afinal, a vida é uma jornada contínua, não um destino fixo. Mantenha uma visão clara para o futuro, prepare-se para ele, mas esteja profundamente presente no agora.

Neste caso, podemos citar o cantor Lulu Santos:

“Hoje o tempo voa, amor
Escorre pelas mãos
Mesmo sem se sentir
Não há tempo que volte, amor
Vamos viver tudo que há pra viver
Vamos nos permitir”

Permita-se viver o presente!

 

14. Desapegue!

Com frequência, as pessoas confundem apego com amor, mas, na realidade, esses são sentimentos distintos. O apego provém do medo, enquanto o amor verdadeiro é puro, generoso e altruísta; onde o amor prospera, o medo não encontra espaço. Consequentemente, o apego e o amor não podem coexistir harmoniosamente.

Ao se libertar de todas as formas de apego, você alcança um estado de serenidade profunda, tolerância, gentileza e paz interior. Você chega a um ponto em que compreende intuitivamente todas as coisas, transcendo as limitações das palavras.

Nas palavras de Deepak Chopra:

“O amor permite que o ser amado seja livre para ser diferente de você, enquanto o apego exige conformidade com suas próprias necessidades e desejos. O amor não impõe condições, enquanto o apego expressa uma exigência avassaladora – ‘Faça-me sentir completo.’ O amor se estende para além dos limites de duas pessoas, ao passo que o apego tenta excluir tudo o que não seja essas duas pessoas.”

Esta reflexão nos ajuda a compreender a verdadeira natureza do amor e do desapego.

 

15. Não viva de acordo com as expectativas alheias, mas sim seguindo sua própria trajetória.

Muitas pessoas estão presas em vidas que não são verdadeiramente suas para viver. Elas moldam suas existências de acordo com as expectativas alheias, sejam dos pais, amigos, inimigos, professores, governo ou influências da mídia. Nesse processo, elas negligenciam a voz interior, a chamada interior que as guia. Tornam-se tão empenhadas em agradar a todos e cumprir as expectativas alheias que perdem o controle sobre suas próprias vidas. Gradualmente, elas se desconectam do que as faz verdadeiramente felizes, do que desejam e do que precisam… até que, em última análise, se perdem a si mesmas.

Lembre-se de que você possui uma vida – esta vida que está vivendo agora. É sua responsabilidade vivê-la plenamente, reivindicá-la e, acima de tudo, não permitir que as opiniões e expectativas dos outros desviem você do seu próprio caminho.

15 Atitudes que precisamos Abandonar para Alcançarmos a Felicidade
Siga sua própria trajetória!

Considerações Finais

A busca pela felicidade e pelo significado na vida muitas vezes requer coragem para abandonar hábitos e crenças prejudiciais. É de fundamental necessidade reconhecermos que o amor verdadeiro, a autorresponsabilidade e a autenticidade são as chaves para uma vida plena. Superar o medo, evitar desculpas e abraçar as mudanças são passos cruciais em direção à realização pessoal.

Além disso, é essencial lembrarmos que sua vida é sua própria jornada única, e ninguém mais pode vivê-la por você. Portanto, ouça sua voz interior, siga sua intuição e não permita que as expectativas externas o desviem do caminho que você escolheu. Afinal, a vida é uma jornada, e cada passo que você dá em direção à autenticidade e à felicidade é um passo na direção certa. Portanto, seja corajoso, confiante e comprometido em viver a vida que é verdadeiramente sua.

 

 

Gostou desse tema? Veja também nosso artigo sobre:

VIDA INTENCIONAL: 5 Passos para Construir a Sua!

 

Veja outras matérias que podem complementar este assunto:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *